Armazenamento: guardando mais do que materiais. Guardando excelência!

postado em: Gestão | 0

Seu armazém está operando com a máxima eficiência? É claro que esse é o seu objetivo. Mas na realidade, quase sempre há margem para melhorias. Há muito a ser aprendido e muito a ganhar com produtividade. Aqui estão dicas de senso comum para repensar a produtividade do seu armazém. E tudo começa com o inventário.

Inventário: um exercício de eficiência de armazém

Manter um acompanhamento próximo do estoque é a chave no mundo dos armazéns e centros de distribuição. Mas com que frequência paramos e fazemos um inventário de nossos processos? O potencial para descobrir eficiências e economias de custos faz com que valha a pena o esforço, principalmente se você sofreu mudanças recentes ou tem feito coisas da mesma maneira há décadas.

Você está lidando com diferentes tipos de produtos? Um volume maior? Você se mudou para um novo espaço (maior ou menor)? Em caso afirmativo, anote esses fatores. Mas em um nível mais básico, o processo de descobrir como fazer as coisas de forma mais eficiente envolve uma análise mais completa de:

  • Como o seu produto entra;
  • Como é tratado no seu armazém;
  • Como ele sai;
  • A altura das suas prateleiras;
  • A largura dos seus corredores;
  • O peso de suas cargas típicas e mais pesadas, etc.

Entre os principais fatores que influenciam a eficiência do armazém:

Manuseio

Quantas vezes o produto é manuseado desde o momento em que entra no seu armazém até a hora que ele sai? Reduzir esse número é uma maneira óbvia de aumentar a eficiência. Por exemplo, há uma gama de sistemas de roletes de transporte que podem ser personalizados em seu espaço para ajudar a facilitar um fluxo de trabalho mais suave e mais rápido, reduzindo os custos de manuseio para tarefas repetitivas.

Tamanhos de corredores

Os corredores estreitos criam uma necessidade de equipamentos especializados? Os corredores desnecessariamente amplos criam uma oportunidade de ganhar espaço de armazenamento reorganizando? Em primeira instância, existem muitas opções disponíveis para empilhadeiras de corredor estreito, capazes de operar em locais apertados. No segundo, há uma gama de produtos projetados para ajudá-lo a usar mais eficientemente seu espaço existente. Estes incluem sistemas automáticos de armazenamento e recuperação, soluções de armazenamento de alta densidade e uma ampla gama de inovadores estantes de armazenamento de paletes.

Espaço vertical

Suponha que seu armazém tenha tetos de 7 a 10 metros de altura, mas a maioria das ações ocorre no nível do solo. Tal cenário apresenta inúmeras possibilidades para uma melhor utilização do seu espaço vertical. Erigir prateleiras mais altas e garantir que você tenha equipamento de elevação com o alcance necessário e poder para lidar com o trabalho é uma maneira de realizar isso. Você também pode adicionar mezaninos duráveis ​​e versáteis para adicionar um segundo ou terceiro nível dentro de sua instalação.

Equipamento

O inventário do seu equipamento existente irá ajudá-lo a determinar se as máquinas que você está usando são poderosas o suficiente para lidar com seus requisitos de altura e peso com segurança e sem desgastes desnecessários. Mas essa análise também pode revelar que você está dedicando muito poder a determinadas aplicações, por exemplo, usando uma máquina maior quando uma pequena pode economizar energia ao mesmo tempo em que manipula a mesma carga de trabalho.

Pessoal

A logística do armazém também significa garantir que seus trabalhadores não sofram desgaste desnecessário, que eles tenham as ferramentas necessárias para fazer o trabalho de forma segura e eficiente, e que não serão colocados em situações que acabam abrandando desnecessariamente o processo. Por exemplo, levantar um peso substancial pode ser fácil para um trabalhador de armazém robusto. Mas se esse mesmo peso deve ser levantado repetidamente ao longo da mudança, ou se o trabalhador tiver que chegar muito alto ou muito baixo para movê-lo, um pouco de assistência mecânica pode aumentar a eficiência operacional.

Para isso, há uma gama de soluções ergonômicas que promovem a produtividade e reduzem as lesões no local de trabalho, incluindo mesas de elevação, tilters e posicionadores de paletes, elevadores tesoura, guindastes e muito mais.

Automação

Automatizar certas funções no processo de produção, embalagem e envio é outra maneira de aumentar a eficiência, potencialmente reduzindo a quantidade de manuseios. Por exemplo, os Veículos Autoguiados (AGVs) podem transportar grandes cargas usando navegação programável que inclui a capacidade de diminuir ou parar automaticamente se eles “veem” alguém ou algo no caminho e depois retomam quando o obstáculo desaparece.

Você também pode achar útil explorar novas tecnologias projetadas para gerenciar melhor seu fluxo de trabalho – por exemplo, sistemas de engenharia de ponta e software de gerenciamento de logística que podem fornecer um melhor controle em tempo real, ao mesmo tempo em que permite maior sincronização em todo o seu armazém.

O processo de melhoramento do manuseio do inventário é uma evolução garantidora para produzir insights que o ajudarão a trabalhar de forma mais inteligente e mais produtiva!

Por Modern Material Handling

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta