O que é ERP e como ele pode transformar o seu negócio?

postado em: ERP, Gestão | 0

Quando você procura por “ERP” no Google, a quantidade total de informações que aparece pode ser esmagadora – até mesmo um pouco confusa. Todo site parece ter sua própria definição de ERP, sendo que uma implementação desse sistema pode variar amplamente a partir do próximo. Essas diferenças, no entanto, sublinha a flexibilidade que pode tornar o ERP uma ferramenta de negócios tão poderosa.

Para obter uma compreensão mais profunda de como as soluções desse software podem transformar seu negócio, estamos aqui para te ajudar a entender melhor o que é ERP e como ele realmente funciona.

Inicialmente: ERP é um acrônimo para o Enterprise Resource Planning, ou Planejamento de Recursos Empresariais. É interessante que mesmo o seu nome completo não fornece muita luz sobre o que é ou o que faz. Para isso, é necessário dar um passo atrás e pensar sobre todos os vários processos que são essenciais para a execução de um negócio, incluindo gerenciamento de inventário e pedidos, contabilidade, recursos humanos, gerenciamento de relacionamento com clientes (CRM) e muito além. No seu nível mais básico, o ERP integra essas várias funções em um sistema completo para agilizar processos e informações em toda a organização.

A característica central de todos os sistemas ERP é um banco de dados compartilhado que suporta várias funções usadas por diferentes unidades de negócios. Na prática, isso significa que funcionários em divisões diferentes – por exemplo, contabilidade e vendas – podem confiar nas mesmas informações para suas necessidades específicas.

O software ERP também oferece, em algum grau, relatórios sincronizados e automação. Em vez de obrigar os funcionários a manter bancos de dados e planilhas separadas que devem ser incorporados manualmente para gerar relatórios, algumas soluções de ERP permitem que a equipe extraia relatórios de um sistema sem muita dor de cabeça ou burocracia. Outros recursos comuns do ERP incluem um portal ou painel para permitir que os funcionários compreendam rapidamente o desempenho do negócio nas métricas.

Um breve histórico de ERP

O termo ERP foi cunhado em 1990 pela empresa Gartner, mas suas raízes datam da década de 1960. Naquela época, o conceito aplicava-se ao gerenciamento e controle de estoque no setor de manufatura. Os engenheiros de software criaram programas para monitorar inventário, reconciliar saldos e informar o status. Na década de 1970, isso evoluiu para sistemas de Planejamento de Necessidade de Materiais (MRP) para agendamento de processos de produção.

Na década de 1980, o MRP passou a abranger mais processos de fabricação, levando muitos a chamá-lo de MRP-II ou Planejamento de Recursos de Manufatura. Em 1990, esses sistemas se expandiram além do controle de inventário e outros processos operacionais para outras funções de back-office como contabilidade e recursos humanos, preparando o cenário para o ERP como se conhece hoje em dia.

Hoje, o ERP expandiu-se para englobar a Inteligência de Negócios (BI), ao mesmo tempo em que administra funções de front-office, como Automação de Vendas, Automação de Marketing e Comércio Eletrônico. Com esses avanços de produtos e as histórias de sucesso que saem desses sistemas, diversas empresas de diferentes tamanhos vêm adotando mais e mais as soluções de ERP.

O valor comercial do ERP

O ERP ajuda os funcionários a fazer seus empregos de forma mais eficiente, eliminando as barreiras entre as unidades de negócios, especificamente:

  • Dando uma visão global e em tempo real de dados que podem permitir que as empresas abordem as preocupações de forma proativa e promovam melhorias;
  • Melhorando a conformidade financeira com os padrões regulatórios;
  • Automatizando as principais operações comerciais;
  • E otimizando o serviço ao cliente através de uma fonte para faturamento e rastreamento de relacionamento.

Quando você adiciona essas vantagens, o valor do ERP é claro. Com uma solução ERP, os funcionários têm acesso a informações precisas que lhes permitem tomar melhores decisões de forma mais rápida. Não só isso, mas o software ERP ajuda a eliminar processos e sistemas redundantes, reduzindo drasticamente o custo das operações empresariais e agilizando a rotina empresarial.

Via: NetSuite

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta